Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias
de Auto-Estradas ou Pontes com Portagens

Proteção Ambiental

As autoestradas são rotas de progresso e de desenvolvimento. No entanto, pelo facto de serem grandes infraestruturas lineares nas quais circulam veículos motorizados, possuem, paralelamente, elementos passíveis de causar alguma perturbação nas zonas ou locais onde se inserem. As concessionárias cientes dessa situação têm adotado práticas que visam eliminar, reduzir ou compensar esses potenciais impactes negativos, desde as fases iniciais de projeto até às fases de construção e de exploração das autoestradas.

Assim, no desenvolvimento dos estudos e projetos de autoestradas, as concessionárias procuram soluções que, alicerçadas numa avaliação da viabilidade técnico-económica, permitam conciliar as diferentes perspetivas das várias entidades envolvidas (projetistas, concessionárias, autarquias, entidades oficiais de carácter técnico e ambiental) e as várias vertentes dos estudos associadas a critérios de circulação, segurança, drenagem, pavimentação e de proteção do ambiente. É esta interação multidisciplinar que, ao longo das várias fases de projeto, vai afinando as soluções até atingir o ponto de equilíbrio entre as exigências funcionais da autoestrada e a sua correta inserção no meio ambiente.

Por seu turno, na fase de construção, existe uma especial preocupação na implementação das melhores práticas ambientais por meio da definição de procedimentos de gestão ambiental das obras para minimização de impactes, acompanhamento ambiental e arqueológico, monitorização ambiental e integração e recuperação paisagísticas dos locais intervencionados.

Por fim, já em fase de exploração, as concessionárias mantêm a preocupação em implementar soluções de eficiência ambiental e medidas de minimização de impactes ambientais nas situações em que a sua necessidade é fundamentada pelos resultados da monitorização ambiental da rede de autoestradas. Nesta fase, as ações de monitorização do ambiente têm desempenhado um papel crucial por disponibilizarem um manancial de dados gerador de conhecimento relevante para a definição de soluções de investimento, otimizadas e sustentáveis, com vista à proteção do ambiente.

mapa