AEA

AEA

Autoestradas do Atlântico

A Autoestradas do Atlântico, Concessões Rodoviárias de Portugal, S.A., foi constituída em Dezembro de 1998, em ato solene da assinatura do seu contrato de concessão, cuja duração é de 30 anos. No pós 25 de Abril, esta foi a primeira concessão de autoestradas a ser outorgada a entidades privadas.

Morada

Catefica - Apartado 327 EC Torres Vedras 2564-912 Torres Vedras

Telefone

+351 261 318 500

Fax

+351 261 318 501

E-mail

aea@aeatlantico.pt

Website

www.aeatlantico.pt

Objeto da Concessão

A concessão tem por objeto a conceção, construção, financiamento, exploração e conservação, em regime de portagem, dos lanços:
  • A8/IC1/IC9. Caldas da Rainha (Tornada) – Marinha Grande – Leiria, desde o final da variante das Caldas da Rainha até ao IC2 (46 km)
  • 15/IP6. EN 115 – Rio Maior – Santarém, desde o IC1/A8 até ao IP1/A1 (36 km)
Constituem ainda objeto da Concessão, para efeitos de exploração e conservação, os seguintes lanços já construídos:

Ficando sujeitos ao regime de portagem
  • A8/IC1. Loures – Malveira (11,7 km)
  • A8/IC1. Malveira – Torres Vedras Sul (17,4 km)
  • A8/IC1. Torres Vedras Norte – Bombarral (19,7 km)
Não ficando sujeitos a portagem
  • A8/IC1. CRIL – Loures (5,2 km)
  • A8/IC1. Bombarral – Óbidos (12,3 km)
  • A8/IC1. Óbidos – Caldas da Rainha (8,6 km)
Ficando sujeitos a regime de portagem exceto para tráfego local
  • A8/IC1. Torres Vedras Sul – Torres Vedras Norte (5,9 km)
  • A8/IC1. Caldas da Rainha – Tornada (3,6 km)
  • A15/IP6. Arnóia – EN 115 (4,0 km)
Mapa AEA